médico de famíliaA partir desta quinta-feira, 1 de setembro, todas as crianças terão médico de família logo após o nascimento, garantia estabelecida através do projeto "Nascer Utente".

Assim, a partir de hoje, nenhuma criança fica privada de médico de família. Após o nascimento, todas elas são inscritas na lista de utentes do médico de família dos pais.

As crianças são automaticamente inscritas neste projeto após o nascimento, com a atribuição de um número de utente que irá posteriormente estar presente no Cartão de Cidadão, e de médico de família.

Nas situações em que a mãe e o pai não estejam inscritos em nenhuma lista de utentes de um médico de família, a instituição com bloco de partos onde a criança nasce deve então reportar o nascimento ao coordenador da unidade funcional (Unidade de Saúde Familiar ou Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados) mais próxima da residência da criança.

"Deve proceder à inscrição da mesma na lista de utentes de um médico de família, preferenciamente de uma USF caso a mesma exista naquele Agrupamento de Centros de Saúde (ACES), salvo se um dos pais declarar expressamente preferência pela UCSP, devendo ser dado conhecimento dessa inscrição ao presidente do conselho clínico e de saúde do respetivo ACES", refere o despacho publicado no passado dia 19 de agosto relativo a esta situação.

Fonte: LUSA

Informação



  • Criada em 2022-06-13 10:44:43


  • Criada em 2022-06-09 10:44:06


  • Criada em 2022-06-08 10:43:36


  • Criada em 2022-06-07 10:43:03


  • Criada em 2022-06-06 11:47:44

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine is designed by JoomlaShine.com