petroleo poçoA associação ambientalista considera que um eventual acidente, ainda que pontual, terá “consequências avassaladoras”.

Em comunicado, a Quercus alertou que as consequências de um possível acidente irão surtir efeito “tanto do ponto de vista socioeconómico, como ambiental, afetando irreversivelmente ecossistemas únicos e frágeis, bem como diversas espécies, incluindo aves marinhas, baleias e golfinhos”.

De relembrar, o consórcio entre a Eni e a Galp declarou de um poço petrolífero em Portugal, este Verão, o primeiro aberto em águas profundas e que ficará situado na Costa Alentejana, a cerca de 80 quilómetros de Sines.

Blocos Informativos



  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 17 dez 2016

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com