A família incendiária queria que os vizinhos contratassem o pai para "patrulhar" o local e evitar incêndios. 

 

Uma família residente no concelho de Grândola é suspeita de ter provocado 33 incêndios florestais em terrenos de vizinhos entre julho e outubro de 2015. Segundo fonte da PJ, Pai, mãe e filho puxavam fogo às propriedades e de seguida ligavam para os bombeiros para darem o alerta da ocorrência. Motivação? O pai, de 55 anos, pretendia ser contratado como vigilante da zona e pago pelos proprietários dos terrenos, precisamente para "patrulhar" o local e evitar a propagação de eventuais incêndios. Mas nenhum morador aceitou a proposta e os proprietários estão a braços com prejuízos de milhares de euros.

Quando em outubro a PJ avançou que tinha detido dois homens - pai e filho, de 18 anos - suspeitos de serem os autores de quatro incêndios em Grândola, já admitia que o número de fogos imputados a esta família viesse a aumentar com o desenrolar da investigação. É que entre julho e outubro as chamas castigaram como nunca esta zona do Litoral Alentejano.

Fonte: Diário de Notícias

Blocos Informativos



  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 17 dez 2016

Tempo em Grândola

Cannot get Grândola location id in module mod_sp_weather. Please also make sure that you have inserted city name.

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com