Piso em muito mau estado, com raízes de pinheiros que invadiram há muito as faixas de rodagem, tornando-as cada vez mais instáveis e bermas muito perigosas sinalizadas por pinos são o que mais salta à vista dos automobilistas que percorrem o IC1 (via que liga Setúbal ao Algarve), no troço entre Alcácer do Sal e Grândola. 

 

Os autarcas destes concelhos pediram recentemente uma audiência ao secretário de Estado das Obras Públicas, reclamando uma intervenção urgente naquela que apelidam como "a estrada da morte", mas no terreno nada foi feito e a degradação agrava-se de dia para dia, de inverno para inverno.

"A situação é caótica. Nós, Câmara, os donos dos restaurantes, os próprios militares da GNR e os utentes em geral partilhamos o receio permanente de acidentes graves", desabafa ao JN Vítor Proença, presidente da Câmara de Alcácer do Sal, que, na última semana, reuniu com a Infraestruturas de Portugal, tentando perceber o que falta para as obras arrancarem.

"Disseram-nos que o processo está difícil, porque esta estrada ainda não está na posse do Estado, mas do consórcio que estava a fazer o IP8 entre Sines e Beja, que ficou encarregado de reparar o IC1", conta o autarca, indignado por este imbróglio se arrastar há quatro anos.

Estrada para gente de todo o país

Vítor Proença recorda que este troço do IC1 - com um tráfego diário estimado em oito mil utentes - não pode ser visto como uma "estradinha local". "Tem um enorme movimento de pesados, porque serve o complexo industrial de Sines e o sistema agroalimentar de Odemira, além de milhares de turistas durante o verão", justifica o autarca, sublinhando que esta é "uma via que serve a economia nacional e gente de todo o país".

O IC1 era a antiga ligação entre Lisboa e o Algarve. Com a conclusão da A2, perdeu algum tráfego, mas, nos últimos anos, com o aumento das portagens, muitos são os que voltaram a utilizar esta via para se deslocarem para o Sul do país.

Fonte: Jornal de Notícias

 

Blocos Informativos



  • Debate com os candidatos às autárquicas 2017 Os candidatos presentes são Aníbal Cordeiro (PS), Sónia Reis (PPD/PSD), António Figueira Mendes (CDU), José Ramos (BE), David Mariano (PNR), António Candeias (IND.) Este debate é organizado pelo O DIÁRIO DA REGIÃO, em parceria com a rádio Popular FM, Rádio Sines, Agência de Noticias ADN, Setúbal Revista e o Instituto Politécnico de Setúbal que está a promover a Operação Autárquicas 2017, com debates em todos os 13 concelhos do distrito de Setúbal.


  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com