autarca alcacerVÍTOR PROENÇA Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal

“Desenvolvimento, promoção e melhoria de vida da nossa população”

Num curto balanço ao ano de 2015, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, começa por destacar aquele que é tido como “o maior propósito” da sua gestão: “O desenvolvimento, a promoção e a melhoria de vida da população do concelho de Alcácer de Sal.” 

“Em 2015, o executivo empenhou-se no apoio ao investimento empresarial e no apoio aos promotores e ao comércio. Foi um ano em que a Câmara Municipal de Alcácer esteve também empenhada na luta pela recuperação da capacidade financeira dos municípios, contra a asfixia financeira que nos foi imposta, obrigando-nos a repensar a nossa intervenção no melhoramento da vida das populações”, salienta o autarca.

Vítor Proença sublinha também o trabalho levado a efeito em outras áreas fundamentais. “Foi também o ano em que manifestámos forte empenho no apoio à criação de empregos, no desenvolvimento económico e no turismo, na captação de médicos e melhores condições no ensino”, realça, ao mesmo tempo que deixa a promessa de, ao longo deste ano de 2016, continuar “a trabalhar fortemente na promoção de Alcácer do Sal” de forma a atrair pessoas e visitantes – “trabalho que já deu frutos, já que a procura da nossa gastronomia e restauração, na Primavera e Verão de 2015, atingiu valores muitíssimo positivos e o município é procurado de forma crescente para o alojamento”, revela.

“Concluímos a alteração da carta da Reserva Ecológica que foi iniciada e concluída de forma recorde num semestre, apesar de não a termos prometido. Tal como prometemos, iniciámos a revisão do PDM e vamos levar o processo até à sua aprovação permitindo um planeamento estratégico de futuro, num Plano Director Municipal de nova geração”, concluiu o autarca.

autarca grandolaANTÓNIO FIGUEIRA MENDES Presidente da Câmara Municipal de Grândola

“Reduzimos a dívida em mais de três milhões de euros”

O ano que ficou para trás foi “de afirmação do concelho de Grândola e de equilíbrio das contas municipais”, afirma António Figueira Mendes (CDU).

“Em 2015, conseguimos equilibrar as contas municipais, reduzindo a dívida em mais de três milhões de euros, deixando de ter pagamentos em atraso e voltando a ter capacidade de investimento e condições de governabilidade para aproveitar o novo quadro comunitário de apoio – Portugal 2020”, realça o presidente da Câmara de Grândola. “Neste âmbito, definimos os grandes projetos a candidatar e demos passos importantes na adequação dos instrumentos de planeamento do território, nomeadamente a continuação da revisão do PDM e a implementação das Áreas de Reabilitação Urbana”, acrescenta.

Paralelamente, António Figueira Mendes sublinha que a autarquia conseguiu “implementar uma nova dinâmica, com resultados visíveis em todas as áreas de intervenção”, destacando “o reforço do sector operacional e consequentemente o aumento da capacidade de intervenção, o estímulo da economia local com a instalação de novas empresas e o surgimento de novos projetos agrícolas e turísticos”. Além disso, o autarca destaca também “o reforço da intervenção” camarária nas áreas da “Educação, Desenvolvimento Social, Desporto, Cultura e Juventude” bem como a adoção de “uma nova forma de relacionamento com as populações e instituições, potenciando a participação pública, o diálogo e a cooperação”.

“As características únicas do nosso território estiveram em destaque ao longo de todo o ano, sublinhando-se os novos projetos na Aldeia Mineira do Lousal, a galardoada Frente Atlântica e os vários eventos e atividades, nomeadamente o Congresso da Associação Nacional de Municípios, que decorreu em Tróia, o Observatório da Canção de Protesto, as Mostras Gastronómicas e as Feiras – de Agosto, de Chocolate, e ‘Ar Puro’ –, que contribuíram para a afirmação, cada vez maior, do concelho de Grândola”, finalizou.

autarca santiagoÁLVARO BEIJINHA Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém

“Conclusão da revisão do PDM e obra de proximidade em foco”

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém faz uma análise “claramente positiva” ao ano de 2015, apesar de um “quadro de dificuldades” com que a autarquia se deparou, afetada por “fortes constrangimentos económico-financeiros”. “O nosso foco principal continuou a estar centrado nas pessoas e na obra de proximidade. Nesse contexto, voltámos a visitar, pelo segundo ano consecutivo, todas as freguesias do município, que nos permitiu continuar a sentir de perto o pulsar das populações, os seus anseios e dificuldades”, afirma Álvaro Beijinha.

Para o autarca, o ano “ficou também marcado, após vários anos de discussão e acertos, pela conclusão da revisão do PDM” do município de Santiago do Cacém – “Um instrumento vital para o nosso desenvolvimento nos próximos anos”.

“2015 fica marcado, sem dúvida, pela conclusão das obras que requalificaram a zona balnear da Costa de Santo André, uma intervenção reivindicada há décadas pela população e pelos autarcas”, lembra, juntando ao mesmo tempo: “Foi também dado um passo decisivo para a requalificação do CM 517, entre a Aldeia e Vila Nova de Santo André, que vai trazer condições renovadas a um troço onde circulam mais de quatro mil viaturas diariamente.”

A aposta na gastronomia, com os festivais da Enguia e do Tomate, a par de outras iniciativas como o Festival Gastronómico da Lagoa de Santo André, foi também outros grandes momentos em 2015, “com um impacto muito positivo na economia local e no turismo”. “Nesta vertente, importa destacar o 1.º Encontro de Agentes de Turismo locais, com a criação de sinergias importantes entre os diferentes sectores.”

“Na saúde, registámos com agrado o início das consultas de psiquiatria na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, bem como o lançamento de concurso para a ampliação das urgências do Hospital, que vão trazer melhores condições para doentes e profissionais de saúde”, acrescenta Álvaro Beijinha, destacando ainda outros momentos. “A inauguração do Lar de Alvalade e as comemorações do Centenário de Ermidas-Sado foram dois momentos marcantes do ano, pela sua importância junto das respetivas populações. As comemorações dos 120 anos da vinda do primeiro automóvel para Portugal, no caso para Santiago do Cacém, foi também um dos momentos a registar do ano transato”, vinca.

Blocos Informativos



  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 17 dez 2016

Tempo em Grândola

Cannot get Paris location id in module mod_sp_weather. Please also make sure that you have inserted city name.

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com