praia 4A Autoridade Marítima Nacional adiantou hoje que morreram 11 pessoas nas praias marítimas e fluviais vigiadas e não vigiadas entre 1 de maio e 31 de agosto.

De acordo com o comunicado emitido pela entidade, nas praias marítimas vigiadas de jurisdição marítima perderam a vida três pessoas de nacionalidade portuguesa, sendo que as causas foram afogamento (uma pessoa) e morte súbita (duas pessoas).

Nas zonas marítimas não vigiadas de jurisdição marítima, faleceram cinco pessoas, todas por afogamento, três de nacionalidade portuguesa, uma francesa e outra suíça.

Uma pessoa, de nacionalidade portuguesa, morreu numa praia fluvial vigiada, enquanto outras duas, também portuguesas, morreram em praias fluviais não vigiadas.

Entre 1 de maio e 31 de agosto, nas praias vigiadas e com planos integrados implementados, os nadadores-salvadores fizeram 1073 intervenções e executaram também 29 buscas "com sucesso" a crianças perdidas na praia, salienta ainda o comunicado.

Fonte: LUSA

Blocos Informativos



  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 17 dez 2016

Tempo em Grândola

Cannot get Paris location id in module mod_sp_weather. Please also make sure that you have inserted city name.

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com