caes maus tratosA Unidade Especializada nos Crimes de Maus-Tratos e Abandono a Animais de Companhia apreendeu 55 animais, acabando por deixar outros 50 ao cuidado dos arguidos.

Duas pessoas, pai e filho, foram constituídas arguidas e sujeitas a termo de identidade e residência por maus tratos a animais em Grândola.

Foram também apreendidos 55 cães, disse ao Notícias ao Minuto o chefe do Serviço da Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) do Comando Territorial de Setúbal, José Vieira.

Após triagem realizada pelo veterinário do município de Grândola, cinco dos animais encontrados nas buscas à propriedade dos arguidos demonstraram carecer de especial cuidado.

Segundo José Vieira, os cães em causa estavam em estado febril e de magreza extrema, foram conduzidos para acolhimento, assistência imediata e perícia médico-veterinária.

Estes cinco animais foram retirados aos arguidos, enquanto os restantes 50 ficaram na "posse do respetivo proprietário, que foi nomeado fiel depositário, tendo assim a obrigação legal de os cuidar, ficando proibido de os poder utilizar, doar, vender, enquanto se encontrarem à sua guarda e à ordem do processo".

Ou seja, se no decorrer do processo, que já está em curso no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) de Setúbal, caso sujeitem novamente os cães a maus tratos podem incorrer num crime de desobediência.

Os animais apreendidos eram criados para venda e são das raças Alano, Beagle, Griffon, Pitbull Terrier, Podengo, Sabujo Espanhol e Cão de Fila de São Miguel.

Fonte: noticiasaominuto.com

Blocos Informativos



  • Noticiário das 19:00 do dia 21 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 20 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 19 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 18 dez 2016


  • Noticiário das 19:00 do dia 17 dez 2016

Faça publicidade na RCG

JSN Megazine template designed by JoomlaShine.com